A Corregedoria da Polícia Militar do Rio de Janeiro e a Delegacia de Homicídios da Polícia Civil investigam as circunstâncias da morte de uma turista espanhola hoje na comunidade da Rocinha.

Maria Esperanza Ruiz Jimenez, de 67 anos, foi baleada depois de a van em que estava ter furado um bloqueio policial no Largo do Boiadeiro.

Em entrevista à Rádio BandNews FM, o porta-voz da Polícia Militar do Rio de Janeiro lamentou o grave incidente, mas destacou que o clima é de muita tensão na favela, principalmente, na região onde houve o disparo.

Segundo o major Ivan Blaz, a informação da inteligência é de que uma ação orquestrada por criminosos aconteceria hoje para furar as áreas de bloqueio.

Pela manhã, dois agentes do BOPE foram baleados e estão com quadro de saúde grave: um foi ferido na cabeça e outro no tórax.

De acordo com o porta-voz, o carro que transportava os turistas era de grande porte e estava com insulfilm nos vidros.

Ainda não se sabe por que o motorista italiano junto com um guia brasileiro não obedeceram à ordem de parada da PM.

Três turistas espanhóis estavam no veículo, sendo que a idosa acabou morta.

O major Ivan Blaz ressalta que a Rocinha é uma zona de conflito com pontos de confronto intenso desde ontem e que a recomendação para os turistas é de que evitem a região.

Acompanhe a entrevista na íntegra:

DEIXE UMA RESPOSTA

Deixe seu comentário!
Por favor, informe seu nome