O ex-deputado federal Laerte Bessa afirma que as agressões ao porteiro do prédio em que mora em Águas Claras, no Distrito Federal, aconteceram em um “momento de explosão”.

Em entrevista à BandNews FM, ele disse, ainda, que pedirá desculpas ao funcionário. Laerte Bessa argumentou que não sabia da norma do condomínio que proíbe a entrada de motoboys depois das onze horas da noite – o que motivou a confusão.

Foi registrado um boletim de ocorrência e o ex-deputado vai prestar depoimentos à policia:

 

2 COMENTÁRIOS

  1. se fosse um assaltante ele tomava um tiro na cara mas como e um humilde prosfisional da seguraça do condominio ele teve um momento de esplossao sua hora vai chegar cara

  2. Tomara que morra logo. Filho da puta desses só serve pra roubar oxigênio. O exemplar “cidadão de bem” brasileiro.

DEIXE UMA RESPOSTA

Deixe seu comentário!
Por favor, informe seu nome