Band News FM

Brasil

home > notícias > Brasil

04/04/2017 10:44

Três anos após a morte do menino Bernardo Boldrini, ninguém foi condenado

Três anos após da morte do menino Bernardo Boldrini, ninguém foi condenado pelo assassinato do garoto, em Frederico Westphalen, no Rio Grande do Sul.

 O crime aconteceu em 04 de abril de 2014 e, até agora, sequer existe data marcada para o julgamento.

 O pai de Bernardo, Leandro Boldrini, a madrasta Graciele Ugulini, e os irmãos Edelvânia e Evandro Wirganovicz continuam presos e devem ir a júri popular.

Graciele já confessou que injetou um medicamente na veia da criança, na época com 11 anos.

 Em entrevista exclusiva à BandNews FM, Edelvânia admitiu que participou da ocultação do cadáver do garoto e pediu perdão para o irmão, alegando que Evandro não participou do crime.

 A avó materna Jussara Uglioni se emocionou na conversa com a nossa reportagem, reclamou da demora para um desfecho e disse esperar apenas por justiça.

 O advogado da família, Marlon Taborda, afirmou que é pequena a possibilidade de uma decisão ainda este ano.

 Para o desembargador gaúcho Túlio de Oliveira, o problema é o excesso de recursos na lei brasileira.