Só no ano passado o país recebeu mais de 600 mil turistas “verde e amarelos”


Portugal é hoje uma das pontes ligando todas as suas ex-colônias. Não é difícil encontrar casas de shows com ritmos africanos ou universidades com intercambistas que falam bem a língua portuguesa.  E, claro, o português-brasileiro, que, ao menos aos ouvidos soa bem diferente dos outros, é presença marcante nas cidades mais badaladas do país europeu.

Mas nossas semelhanças transcendem o idioma: a Praça de D. Pedro IV, em Lisboa, por exemplo, foi erguida sobre as famosas pedras portuguesas – as mesmas que adornam praças e largos nos centros das cidades Brasil afora.

No Porto, quem brilha é o Douro, rio de um azul cristalino em meio às construções com mais granito e ferro. É uma cidade para ser sentido. Com uma bela taça de vinho, se possível.

Fugindo um pouco do roteiro Lisboa-Porto, no sul do país, na fronteira da Espanha e bem perto do estreito de Gibraltar, o Algarve tem praias de areia branca e mar azul, com falésias bastante parecidas com as do nosso nordeste. É verdade que não há muito da nossa história por lá, mas o mais interessante é o começo da ocupação desta região – há registros de anteriores à ocupação romana e a arquitetura respira a influência da ocupação moura.

Ainda que sobrevoando, fazer o caminho de volta pelo mesmo Atlântico que foi rota marítima dos primeiros aventureiros dispostos a conquistar o novo continente é navegar por histórias conhecidas e ainda assim surpreendentes.

Ficou com vontade conhecer? A TAP pode levar você para lá! Clique aqui e descubra como: http://promocaotapvictoria.com.br/

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Deixe seu comentário!
Por favor, informe seu nome