Foto: Ueslei Marcelino/Reuters

Possibilidade de voto secreto na sessão em que podem ser revistas as medidas cautelares impostas pelo Supremo Tribunal Federal à Aécio Neves está praticamente descartada.

Votação aberta que cassou o mandato de Delcídio do Amaral serve como precedente.

DEIXE UMA RESPOSTA

Deixe seu comentário!
Por favor, informe seu nome