Depois de três semanas analisando o tema, os deputados devem debater e votar amanhã as mudanças nas regras dos planos de saúde. Uma das propostas é diminuir as multas pagas pelas empresas quando elas cometem infrações. Hoje, os valores vão de R$ 5 mil a R$ 1 milhão – nos casos de negativa de cobertura prevista em lei, são R$ 80 mil. O relator do tema numa comissão especial da Câmara, deputado Rogério Marinho (PSDB-RN), defende que a penalidade seja de, no máximo, dez vezes o valor do procedimento. Assim, a negativa de um hemograma que custa R$ 50, por exemplo, resultaria numa multa de até R$ 500. A lógica usada pelo deputado agrada à Associação Brasileira das Empresas de Planos de Saúde: em nota, a Abramge considera que a “gravidade” da infração e o “porte econômico” da operadora devem ser levados em conta. Para o vice-presidente da Associação Brasileira de Saúde Coletiva (Abrasco), José Sestelo, a medida só beneficia as empresas e, na prática, elimita as multas, que hoje dificilmente são pagas por causa dos recursos.

Aiana Freitas

3 COMENTÁRIOS

  1. Infelizmente nossos ilustres parlamentares, na maioria empresários, só discutem e aprovam coisas em beneficio proprio e que se exploda a população, que nunca é beneficiada em nenhum segmento, principalmente, na saude, educação, habitação e tantos outros. Esta proposta será recebida com sorrisos e braços abertos pelas operadoras, que com essa multinha vai ferrar ainda mais os usuarios. Senhores engravatados e cheios de regalias porque não pensem em pelo menos algumas vezes lutar em prol da população carente e sofrida. A titulo de sugestão porque não usam suas influencias para defender a liberação e pagamento das diferenças nas correções da poupanca de 1990 (sim senhor mais de 20 anos) para os pobres e pequenos poupadores ? vão esperar todos morrerem para resolver liberar para quem sobreviveu ? Obrigado

  2. O comentario acima refere-se a discussão e proposta para diminuir ou quase zerar o valor das multas aplicadas as operadoras dos planos de saude por falhas cometidas.
    Porque aguardar moderação, repasse ao congresso.
    Obrigado

DEIXE UMA RESPOSTA

Deixe seu comentário!
Por favor, informe seu nome