O plenário do Tribunal Superior Eleitoral decidiu nesta quinta-feira (22), por 5 votos a 2, cassar o mandato do governador do Tocantins, Marcelo Miranda (PMDB), e de sua vice, Cláudia Lelis (PV), faltando poucos mais de nove meses para o fim do mandato.

Os políticos foram acusados pelo Ministério Público Eleitoral de abuso de poder econômico na campanha de 2014.

Ambos teriam contraído um empréstimo supostamente fictício de R$ 1,5 milhão, feito pelo irmão de Miranda, mas os recursos foram destinados a abastecer caixa dois da campanha eleitoral do governador, segundo a denúncia.

DEIXE UMA RESPOSTA

Deixe seu comentário!
Por favor, informe seu nome