Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin

Mais de 40% das representações por propaganda eleitoral antecipada são contra Jair Bolsonaro

Mais de 40% das representações por propaganda eleitoral antecipada recebidas pelo TSE de março do ano passado para cá são contra Jair Bolsonaro.

Um levantamento realizado pela BandNews FM junto ao Tribunal Superior Eleitoral aponta ainda que outros prováveis candidatos à presidência também foram acusados.

Antonio Cruz/Agência Brasil

O TSE recebeu, de março de 2017 até o início de abril deste ano, 19 representações por propaganda eleitoral antecipada.

O campeão é o pré-candidato Jair Bolsonaro, que está relacionado a pelo menos 8 processos apresentados no período.

Em seguida vem o ex-presidente Lula, acusado em CINCO oportunidades de promover a candidatura antes da hora. Outros supostos interessados, como João Dória, Luciano Huck e Levy Fidelix, também foram acusados.

Nenhum deles, no entanto, foi punido pela corte eleitoral. Especialistas alertam que a lei proíbe apenas que pré-candidatos peçam votos explicitamente.