O pré-candidato ao governo do Estado de São Paulo pelo MDB Paulo Skaf enxerga de maneira positiva o resultado da pesquisa de intenção de voto feita pelo IBOPE – encomendada pela TV Band. Ele aparece com 19% da preferência dos eleitores, atrás apenas de João Dória, do PSDB, que tem 24%. Já no segundo turno, há um empate entre os dois candidatos com 32% das intenções de voto.

José Cruz/Agência Brasil

Na série de entrevistas das rádios do Grupo Bandeirantes com os pré-candidatos ao governo estadual, Paulo Skaf afirmou que uma união de MDP e PSDB nas eleições para presidência da República não vai interferir na candidatura dele.

Paulo Skaf também falou sobre as eleições de 2014, quando concorreu ao governo de São Paulo e teve 21% dos votos, sendo derrotado pelo tucano Geraldo Alckmin, ainda no primeiro turno.

Segundo ele, a aliança do então PMDB com o PT na esfera federal tornou a campanha desconfortável.

Presidente da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo, Skaf disse ser a favor de concessões à iniciativa privada, mas criticou a forma como elas foram feitas, por exemplo, nas estradas paulistas na gestão tucana.

Ainda segundo a pesquisa do IBOPE, o índice de rejeição ao pré-candidato pelo MDB é de 32%.

Ele está empatado tecnicamente nesse índice com o tucano João Dória.

Ouça a entrevista completa:

DEIXE UMA RESPOSTA

Deixe seu comentário!
Por favor, informe seu nome