Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin

Um conhecido “que simplesmente quis ajudar” está pagando a defesa, afirma advogado de agressor de Bolsonaro

Foto:  Tomaz Silva/Agência Brasil                                                                                                                          Zanone Oliveira Junior, advogado de defesa do agressor do deputado Jair Bolsonaro

A defesa de Adélio Bispo de Oliveira não está sendo paga por um partido de esquerda ou por alguma igreja. O advogado Zanone Manuel de Oliveira Junior afirma ainda, que um conhecido – ninguém próximo do agressor – está custeando o processo.

Questionado sobre o fato de Adélio ter se hospedado em um hotel em Juiz de Fora e possuir 4 celulares, Zanone Manuel de Oliveira Junior afirma que cliente vive de bicos e leva uma vida nômade, sendo que pelo menos 3 aparelhos de telefone são velhos e simplesmente não foram descartados pelo agressor ao longo dos anos.

Sobre o fato de serem 4 advogados de defesa, Zanone Junior diz que após assumir o caso chamou associados e formou uma equipe. “Meus honorários já foram pagos e não foi o Psol, o PT, nem estamos recebendo de nenhuma igreja”, afirma o defensor. O advogado Zanone Manuel de Oliveira Junior foi entrevistado no Bandnews FM no Meio Do Dia por Carla Bigatto, Felipe Bueno e Ricardo Boechat.

Segundo ele, a defesa trabalha com a possibilidade de insanidade mental mas não se opõe à prisão do cliente, trabalhando inclusive com a possibilidade de uma pena de até 20 anos de prisão.

Ouça a entrevista completa: