Enviar dinheiro para o exterior pode ficar mais caro. Isso porque novas regras da Receita ampliam os casos em que as remessas são tributadas. A alíquota chega a 15% para recursos remetidos a título de doação ou herança. Agora, se o destino for considerado paraíso fiscal, o imposto sobe para 25%.

O advogado Matheus Viana observa que quem vive em outros países deve ficar atento com as novidades:

A mudança está gerando dúvidas e pode até ser alvo de questionamentos na Justiça. Outra lei em vigor, essa de 1988, isenta doações da cobrança de imposto de renda, seja para beneficiários no Brasil ou no exterior. Segundo o especialista em Direito Tributário, as novas regras dão tratamento diferente para os dois casos:

No caso de gastos com educação e saúde no exterior, a isenção tributária continua valendo. Despesas com livros técnicos, cursos e congressos, por exemplo, não serão taxadas. De acordo com o Banco Central, os principais destinos de remessas brasileiras são Estados Unidos, Portugal, Reino Unido e Bolívia.

DEIXE UMA RESPOSTA

Deixe seu comentário!
Por favor, informe seu nome