O músico Evaldo Rosa dos Santos morreu após o carro em que estava ser fuzilado por 80 tiros. Foto: Fabio Teixeira/Reuters

A Justiça Militar mantém a prisão de nove dos dez militares que haviam sido presos por envolvimento na morte do músico Evaldo Rosa dos Santos, de 51 anos, em Guadalupe, na Zona Norte do Rio.

Ele estava em um carro com a família quando o veículo foi fuzilado por 80 tiros no último domingo (7).

O Ministério Público Militar pediu a liberdade provisória de um dos agentes, pois entendeu que não havia indícios de que ele tenha efetuado disparos.

DEIXE UMA RESPOSTA

Deixe seu comentário!
Por favor, informe seu nome