Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin

Substância vendida com facilidade para fazer slimes vem provocando casos de intoxicação no Brasil

Uma substância vendida com facilidade para fazer slimes, uma geleca que virou febre entre crianças, vem provocando casos de intoxicação no Brasil. O bórax, ou borato de sódio, é um produto químico utilizado em fertilizantes, produtos de limpeza e medicamentos. Porém, a substância vem sendo usada como “ativador” da massinha, ou seja, um ingrediente que deixa a mistura menos pegajosa.

Um alerta feito por uma mãe na internet assustou pais essa semana. Cris Pagano afirma que a filha, Valentina, de 12 anos, está internada há mais de uma semana com um quadro de gastroenterite e, segundo ela, o diagnóstico é de envenenamento por bórax. Mas pais e crianças não encontram nenhuma dificuldade para comprar o produto.

A repórter Bruna Barone esteve em uma loja e, mesmo perguntando se havia risco na manipulação da substância, foi incentivada a comprar o pacote pelo vendedor. Na embalagem, há apenas um aviso de que ele deve ser usado sob supervisão de um adulto.

O caso da menina internada não é o primeiro relacionado a possíveis problemas de saúde decorrentes do bórax. A pequena ouvinte da BandNews FM Mirela, de 12 anos, chegou a sentir uma queimadura na pele quando fazia slime:

A mãe dela, Kelly Bazi, não imaginava que a substância pudesse fazer mal, porque encontrou facilmente para comprar:

O pediatra e toxicologista da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo, Anthony Wong, alerta que os sintomas da intoxicação pelo produto químico são muito semelhantes a uma virose: dor na boca do estômago, náusea e vômito. Segundo o médico, nos casos mais graves a substância pode causar problemas no fígado, insuficiência renal e anemia. Anthony Wong ressalta que o bórax é mais tóxico para crianças que adultos:

O ideal é dar preferência para slimes industrializadas ou kits prontos, que tenham o selo do Inmetro.

Em nota, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária afirma que o bórax tem venda autorizada no Brasil, mas apenas para finalidades autorizadas, como fertilizante e ou produto de limpeza.

A Anvisa disse ainda que a substância não deve ser manipulada por crianças e que não deve ser utilizada em finalidades diversas das autorizadas.