Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin

Maioria dos imigrantes latino-americanos não tem conta corrente e opta por mercado informal de trabalho

A inclusão no mercado de trabalho formal e a inclusão financeira são caminhos importantes no acolhimento de imigrantes que chegam ao Brasil. Hoje, o BandNews Duas a Dois conversou com a coordenadora do programa Tecendo Sonhos, Cristina Filizzola, que promove relações de trabalho dignas na indústria têxtil.

Ela afirmou que, além dos desafios de regularização, há também a necessidade de incluir os imigrantes financeiramente, com abertura de conta corrente, seguros, crédito e poupança. Segundo Cristina, a maior parte dos bolivianos e latino-americanos que vivem no Brasil não tem contas bancárias, guarda seu dinheiro em casa e faz compras pagando em espécie.

Programa Tecendo Sonhos

A coordenadora alertou também para a opção pelo mercado informal por conta de diferenças culturais, da língua diferente, das jornadas de trabalho exaustivas e algumas vezes por ameaças ou retenção de documentação.

Ouça a entrevista completa: