O futebol brasileiro, também como uma expressão de arte, poderia explorar mais a parte do espetáculo e do entretenimento.

A avaliação é de Rincon Sapiência, um dos principais rappers da atualidade, e que quase virou jogador profissional.

Nascido em Itaquera, berço rival, o músico revela como ”fugiu do Corinthians” e se apaixonou pelo Palmeiras, e diz desejar ver os torcedores vivenciando algo além do jogo.

Nesta entrevista à BandNews FM, ele fala mais sobre o Palmeiras e aborda ainda o incômodo dele com o racismo e homofobia nos estádios de futebol.

Confira o material na íntegra:

 

1 COMENTÁRIO

  1. Não entendo porque, nascer nessa região, ser negro e ter que torcer pro Corinthians.
    Isso sim é preconceito.
    Somos todos seres humanos e, escolhemos como queremos viver.
    Na zona oeste ou sul ou norte, tem torcedores de vários times e até o momento, não vi ninguém achar estranho, um descendente de italianos torcer pro Corinthians.

DEIXE UMA RESPOSTA

Deixe seu comentário!
Por favor, informe seu nome