Foto: Divulgação/Prefeitura de São Paulo

O prefeito de São Paulo tem quadro de saúde estável após ser transferido para a UTI (Unidade de Terapia Intensiva) do Hospital Sírio-Libanês. Bruno Covas precisou passar ontem por uma arteriografia e um processo de embolização para conter um sangramento no fígado.

O problema ocorreu após a demarcação da lesão provocada por um tumor existente no órgão: uma metástase do câncer identificado no trato digestivo do tucano.

Segundo um dos coordenadores da equipe que atendem Bruno Covas, o infectologista David Uip, trata-se de um “acidente de percurso” que nada tem a ver com as sessões de quimioterapia às quais o prefeito tem se submetido:

 

David Uip ainda ressaltou que Covas está consciente e sem dor.
O médico disse que a internação na UTI é só uma precaução para que o paciente seja acompanhado o tempo todo:

 

David Uip acrescenta que a intercorrência não altera o cronograma do tratamento de Bruno Covas contra o câncer e que ele ainda fará mais quatro sessões de quimioterapia. Por enquanto, não há previsão de alta para o prefeito.

O tucano foi internado pela primeira vez em 23 de outubro com uma infecção na perna direita que evoluiu para trombose venosa profunda.

Os coágulos subiram para o pulmão, causando uma embolia. Durante a busca pela origem do problema, exames detectaram um câncer na região entre o esôfago e o estômago, com metástase no fígado.

DEIXE UMA RESPOSTA

Deixe seu comentário!
Por favor, informe seu nome