(Foto: Prefeitura de São Paulo)

A Prefeitura de São Paulo vai definir nos próximos dias qual empresa fará a intermediação do meio de pagamento dos uniformes escolares da rede municipal.

Em janeiro foram publicados os decretos de mudança de contratação e a instrução normativa que detalha como o novo sistema vai funcionar. O modelo entraria em vigor apenas no ano que vem, mas a revogação da licitação em andamento foi feita devido à má qualidade das roupas oferecidas aos alunos.

Agora, o kit padrão que contém camisetas, calça, agasalho, meia e calçados não será mais distribuído pelas escolas. As famílias vão ganhar um cartão com 215 reais e, com o crédito, vão poder comprar os itens que mais desejam. O secretário de Educação, Bruno Caetano, explica que a empresa fornecedora dos meios de pagamentos vai ser escolhida até o fim da semana:

 

Sem os novos uniformes, Bruno Caetano afirma que as crianças utilizam as peças do ano anterior. E os novos alunos usam roupas convencionais, como calça jeans e camiseta.

Segundo o secretário Municipal de Educação, o novo modelo vai dar mais autonomia aos pais e responsáveis:

 

Segundo a Prefeitura de São Paulo, mais de 660 mil crianças terão acesso ao benefício.

DEIXE UMA RESPOSTA

Deixe seu comentário!
Por favor, informe seu nome