Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin

Confira levantamento exclusivo da BandNews FM sobre a situação dos estados mais populosos do Brasil em meio ao avanço da covid-19

Os estados brasileiros com maior avanço de infecções por coronavírus começam a aderir a planos de isolamento social mais rígidos, com a inclusão do confinamento obrigatório (lockdown) nos planos para as próximas semanas. A BandNews FM fez um levantamento exclusivo sobre a situação dos estados mais populosos do País.

NORTE

Entre os estados da Região Norte, o Amazonas tem medidas de isolamento social em vigor até o dia 31 de maio e as atividades essenciais funcionam mediante protocolo. No Acre, as atividades não essenciais estão suspensas até o dia 17 de maio e há um rodízio especial de veículos. No Amapá, as restrições vão até o dia 18 de maio.

Pelo menos dez cidades estão em lockdown até o dia 17 de maio no Pará. A multa no Estado em caso de descumprimento varia de R$ 150 a R$ 50 mil.

O governo do Tocantins instalou barreiras sanitárias nas divisas do Estado. Em Rondônia, para as cidades onde a taxa de ocupação de UTI estiver acima dos 50%, o governo recomenda distanciamento social. Em Roraima, apenas as atividades essenciais estão funcionando.

NORDESTE

Na Região Nordeste, as regras mais rígidas estão no Maranhão, onde quatro cidades estão em lockdown. A capital São Luiz e as cidades de São José de Ribamar, Paço do Lumiar e Raposa tiveram decretos de confinamento obrigatório determinado pela Justiça.

Na Bahia, foi decretado toque de recolher por dez dias em cidades que concentram grande quantidade de casos de coronavírus. No Ceará e na Paraíba, apenas atividades essenciais estão funcionando.

Em Pernambuco, os moradores precisam comprovar a necessidade de sair de casa e os carros só podem circular com no máximo três pessoas. O município de Itaú, no Rio Grande do Norte, decretou lockdown até o dia 31 de maio. No Sergipe, está proibida a entrada de qualquer veículo vindo de outros estados.

Em Alagoas, as aulas das redes pública e privada estão suspensas, bem como a realização de eventos e o transporte rodoviário intermunicipal. O governo do Piauí estuda adotar o lockdown para conter o avanço da Covid-19 no estado.

CENTRO-OESTE

Na Região Centro-Oeste, em Goiás a taxa de isolamento social caiu e parte do comércio foi reaberta. O Mato Grosso definiu que cidades com taxa acima de 80% de leitos ocupados devem decretar lockdown.

O governo do Mato Grosso do Sul determinou toque de recolher na capital Campo Grande. No Distrito Federal, apenas as atividades essenciais podem funcionar até o dia 18 de maio.

SUDESTE

Na Região Sudeste, São Paulo capital adotou esquema especial de rodízio e o Estado prorrogou a quarentena até o dia 31 de maio, assim como no Rio de Janeiro, que estuda determinar o lockdown. Em Minas Gerais, algumas cidades adotaram o fechamento radical e o governo estadual lançou um protocolo para a reabertura do comércio em alguns municípios.

O Espírito Santo teve a abertura gradual do comércio na Grande Vitória e as máscaras são de uso obrigatório.

SUL

Na Região Sul, no Rio Grande do Sul há a reabertura gradual do comércio e a Federação Gaúcha de Futebol estuda o retorno dos campeonatos locais.

Santa Catarina flexibilizou algumas regras da quarentena, o que fez a taxa de isolamento cair para 39% nos últimos dias. O Paraná suspendeu as atividades não essenciais por tempo indeterminado.