O Superior Tribunal de Justiça nega um pedido de habeas corpus preventivo para o governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel. O pedido foi encaminhado pelo presidente do STJ, ministro João Otávio de Noronha, ao Supremo Tribunal Federal.

Segundo a decisão de Noronha, o STF é a jurisdição adequada para o caso.
O pedido que evita uma eventual ordem de prisão não partiu da defesa do governador, mas de um advogado de Pernambuco.

DEIXE UMA RESPOSTA

Deixe seu comentário!
Por favor, informe seu nome