A Polícia Civil prende o Presidente da Câmara de Vereadores de São João de Meriti, na Baixada Fluminense, acusado de fraude na compra de 200 respiradores do governo de Santa Catarina.

O grupo é acusado de superfaturar em R$ 33 milhões o contrato sem licitação.

Davi Perini Vermelho foi preso em sua mansão.

A megaoperação, batizada de “Oxigênio”, também prendeu um advogado e tenta localizar um terceiro alvo ainda foragido.

Ao todo, a operação visa cumprir cinco mandados de busca e apreensão e três mandados de prisão preventiva.

A ação acontece em três estados: Rio de Janeiro, Santa Catarina e São Paulo.

DEIXE UMA RESPOSTA

Deixe seu comentário!
Por favor, informe seu nome