O Secretário de Ciência, Tecnologia e Insumos Estratégicos em Saúde do Ministério da Saúde acusa gestores públicos de inflarem o número de mortes por covid-19 no país.

Na entrevista à Rádio Bandeirantes, Carlos Wizard não citou quais prefeituras ou governos teriam fraudado esses dados, mas afirmou que existem evidências dessa conduta.

De acordo com o secretário, há interesse em esticar a pandemia no Brasil para se obter dinheiro público:

 

Nesta semana, o governo federal alterou a maneira como divulga o balanço diário das novas vítimas do coronavírus.

O boletim, que até então saía por volta das 7 da noite, passou para as 10 horas e não traz mais o total de mortos; apenas os dados das últimas 24 horas, o que dificulta o acompanhamento da série histórica da doença.Carlos Wizard afirma que os casos serão recontados diante de falta de prova de que tenham ligação com a covid-19:

 

Carlos Wizard ainda disse que o país precisa adotar protocolos de atendimento logo no começo da covid-19 e voltou a defender o uso da hidroxicloroquina:

 

Ainda não há estudos no mundo que aprovem o uso desse medicamento no combate à covid-19.

O empresário, criador de uma rede de escolas de idiomas, justificou o trabalho dele no Ministério da Saúde, mesmo sem experiência na área:

 

O novo secretário de Ciência, Tecnologia e Insumos Estratégicos em Saúde do Ministério da Saúde, Carlos Wizard, foi entrevistado pelos jornalistas José Paulo de Andrade e Thays Freitas, no Jornal Gente.

DEIXE UMA RESPOSTA

Deixe seu comentário!
Por favor, informe seu nome