Cerca de 27 milhões de brasileiros devem procurar as agências dos Correios para fazer o pedido do auxílio emergencial.

Essa é a estimativa da empresa, que iniciou, nesta semana, o processo de cadastramento dos cidadãos em todo o país.

Em entrevista à BandNews FM, o presidente dos Correios, general Floriano Peixoto, ressaltou que medidas de segurança foram adotadas por causa da pandemia, como uso de máscaras, distanciamento social e a instalação de proteções de acrílico nos guichês.

Poderão se cadastrar todos os brasileiros que têm direito ao auxílio e que ainda não fizeram o pedido online.

O presidente dos Correios alertou que quem já solicitou o benefício e ainda não teve o cadastro aprovado não terá como realizar um novo procedimento nas agências.

Além disso, a empresa será responsável apenas pela inscrição; análise, autorização e pagamento continuarão sob responsabilidade da Caixa e Dataprev.

DEIXE UMA RESPOSTA

Deixe seu comentário!
Por favor, informe seu nome