O Ministério Público e a Polícia Civil cumprem mandados de busca e apreensão em uma operação que apura o superfaturamento na compra de kits para o diagnóstico do coronavírus no Distrito Federal. A ação foi deflagrada hoje e ocorre nos Estados de São Paulo, Bahia, Rio de Janeiro, Paraná, Goiás, Santa Catarina e Espírito Santo, além do próprio DF.
Os envolvidos são investigados por fraude em licitação, crime contra a ordem econômica, organização criminosa, corrupção ativa e passiva. Pelo menos três empresas são alvos da operação, além de servidores da Secretaria de Saúde do Distrito Federal. A compra foi feita com dispensa de licitação e, segundo a investigação, houve a troca de marca dos testes para uma qualidade inferior.

DEIXE UMA RESPOSTA

Deixe seu comentário!
Por favor, informe seu nome