(Foto: Reprodução)

A primeira quinzena de julho pode terminar com até 25 mil mortes causada pelo coronavírus em São Paulo.

A projeção foi apresentada pelo governo do estado nesta quinta-feira. O número de casos confirmados da doença poderá chegar a 470 mil, segundo Secretário de Saúde, José Henrique Germann.

 

Hoje são mais de 302 mil casos confirmados, com 15.351 mortes em São Paulo. A taxa de ocupação das UTIs está em 64,1%, no Estado, e em 64,7%, na Região Metropolitana da Capital.

A cidade de Itaquaquecetuba, no leste da Grande São Paulo, apresentou um recente aumento nas internações e piora nas taxas de ocupação dos leitos. Por isso, a prefeitura será orientada a voltar à fase mais restritiva do plano de retomada, diz o coordenador do Centro de Contingência do Coronavírus, Paulo Menezes:

 

A partir da próxima terça-feira, os estabelecimentos que puderam reabrir na fase dois laranja do Plano São Paulo terão uma nova opção de funcionamento.

Hoje, comércio, shoppings, imobiliárias, concessionárias de veículos e escritórios de prestação de serviço podem funcionar 4 horas por dia, com 20% da capacidade. A nova opção prevê a abertura apenas em 4 dias úteis da semana, mas durante 6 horas.

DEIXE UMA RESPOSTA

Deixe seu comentário!
Por favor, informe seu nome