A Justiça nega pedido para suspender nomeação de Abraham Weintraub para o Banco Mundial.

O juiz Itagiba Catta Preta Neto, da 4ª Vara Federal do Distrito Federal, afirma na decisão que não é papel do Judiciário fazer patrulha ideológica.

A ação popular, movida pelo deputado federal Ivan Valente, do Psol, apontava desvio de finalidade e que a indicação não atende a interesses públicos, mas pessoais.

No pedido, o parlamentar citou ainda que ele é investigado em dois inquéritos no Supremo Tribunal Federal, um por ter defendido a prisão e ter chamado os ministros da Corte de vagabundos e outro por suposto racismo ao responsabilizar chineses pela pandemia do novo coronavírus.

DEIXE UMA RESPOSTA

Deixe seu comentário!
Por favor, informe seu nome