A Polícia Civil indicia por homicídio triplamente qualificado um sargento da Polícia Militar suspeito de matar, no mês passado, um adolescente de 15 anos na zona sul de São Paulo, o que desencadeou uma série de protestos de moradores.

Pelo menos seis ônibus foram incendiados em Americanópolis, onde morava o jovem Guilherme Silva Guedes, que desapareceu em 14 de junho.

No dia seguinte, ele foi encontrado morto com dois tiros na cabeça, além de ter marcas de espancamento por todo o corpo. O sargento Adriano Fernandes de Campos está preso desde o dia 17, chegou a ser levado para depoimento, mas ficou calado durante a audiência.

DEIXE UMA RESPOSTA

Deixe seu comentário!
Por favor, informe seu nome