A Polícia Federal cumpriu três mandados de busca e apreensão em endereços ligados a empresários de ônibus, no Rio de Janeiro, em mais um desdobramento da Operação Lava Jato. Um dos mandados foi expedido para a capital fluminense e dois para a Paraíba do Sul, no interior do estado. As investigações identificaram que um dos investigados guardava, em uma conta na Holanda, valores que teriam sido recebidos como propina. Ele não teve a identidade revelada, mas já era monitorado desde a Operação Ponto Final, realizada há três anos, contra empresários do setor de transportes. Na época, os investigadores apontaram para a suspeita de que os empresários pagaram propina para serem beneficiados por políticos, entre 2010 e 2016.

Foto: Tânia Rego/Agência Brasil

DEIXE UMA RESPOSTA

Deixe seu comentário!
Por favor, informe seu nome