O Facebook afirmou, nesta sexta-feira, que vai recorrer da decisão do Supremo Tribunal Federal que bloqueou contas de aliados do presidente Jair Bolsonaro nas redes. Ontem, o Twitter já havia declarado que iria recorrer também.

Em nota, o Facebook afirmou que respeita as leis dos países onde atua, mas que vai manter as atividades dos perfis fora do Brasil. Na noite de quinta-feira, o ministro Alexandre de Moraes, do STF, ampliou o alcance da decisão que determinou a exclusão de contas de aliados e apoiadores de Bolsonaro, investigados por suposta disseminação de fake news nas redes sociais.

DEIXE UMA RESPOSTA

Deixe seu comentário!
Por favor, informe seu nome