A Polícia Militar de São Paulo proíbe que os policiais da corporação usem a técnica chamada de “mata-leão” durante as abordagens.

O mata-leão ou chave cervical é um tipo de imobilização em que uma pessoa faz uso das mãos, braços ou pernas contra o pescoço de uma outra pessoa, aplicando uma pressão que pode provocar o estrangulamento, a asfixia e até levar à morte.

A PM informou que essa medida foi tomada por um grupo de estudos, criado para analisar “as mais modernas e eficientes técnicas de contenção durante as detenções de suspeitos” e que essa medida busca “aprimorar ainda mais a prestação de serviço à sociedade e modernizar os protocolos de atuação”.

DEIXE UMA RESPOSTA

Deixe seu comentário!
Por favor, informe seu nome