O país chega à marca de mais de 100 mil óbitos, número atualizado a partir de dados das secretarias estaduais de saúde.

Em São Paulo, são 25.016 vítimas da Covid-19 em cidades paulistas, de acordo com balanço divulgado nesta tarde pela Secretaria Estadual da Saúde.

O presidente do Senado, Davi Alcolumbre, anunciou que o Congresso Nacional está decretando luto oficial de quatro dias.

As principais autoridades e personalidades políticas do país usaram as redes sociais para lamentar a marca de 100 mil mortos no país desde o início da pandemia.

O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, disse que o país convive diariamente com a pandemia, mas não pode ficar anestesiado e tratar com naturalidade esses números.

Quem também usou a internet para prestar solidariedade às famílias das vítimas foi o ex-juiz e ex-ministro da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro.

Primeira morte foi confirmada no dia 12 de março, desde então curva epidemiológica de mortes se acelerou no estado durante 100 dias e se estabilizou no patamar mais alto, o chamado platô.

Desde o registro da primeira morte, a BandNews FM reforça a ideia de que não são somente números.

São 100 mil pessoas, cada uma com uma história, uma trajetória.

Para quem fica, a tristeza, as lágrimas, mas também as recordações.

Hoje, para lembrar mais uma vez que não são números, mas sim pessoas, você acompanha o relato de uma médica.

Ela contraiu a Covid-19, mas conseguiu se recuperar.

No entanto, perdeu o pai e mãe para a doença em questão de dias.

A produção e a edição são de Arthur Covre.

DEIXE UMA RESPOSTA

Deixe seu comentário!
Por favor, informe seu nome