O caso está em segredo de Justiça e um suspeito já foi preso. Por se tratar de um caso de gestação derivada de estupro, há previsão legal para a realização de aborto, que ainda não foi feito.

A Polícia Civil e o Ministério Público não revelam mais detalhes para preservar a identidade e a segurança da menor.

Há duas semanas, o caso de uma menina de 10 anos que engravidou após ser estuprada pelo tio na mesma região do Espírito Santo ganhou repercussão nacional depois da realização do aborto legal.

DEIXE UMA RESPOSTA

Deixe seu comentário!
Por favor, informe seu nome