(Foto: ESO / M. Kornmesser / L. Calçada & NASA / JPL / Caltech)

Os cientistas que descobriram a possibilidade de vida em Vênus esperam que a novidade incentive missões espaciais ao vizinho da Terra.

Ontem, a Sociedade Real de Astronomia anunciou que foi encontrado gás Fosfina na atmosfera do planeta.

Essa é a primeira vez que qualquer índicio de suporte a organismos vivos é identificado em Vênus. E a novidade deixou a comunidade científica animada.

Isso porque esse é um composto químico que também é achado na Terra, como destacou a pesquisadora do instituto britânico Jeane Greaver.

 

Com uma temperatura média de 460°C e um céu formado, em grande parte, por acido sulfúrico, Vênus é praticamente conhecido como uma planeta sem condições de abrigar vida.

Mas o cenário nem sempre foi esse e, atualmente, existem espaços no céu com um clima mais ameno, chamados de zonas temperadas.

A pesquisadora da Sociedade Real de Astronomia Sara Seager destacou também que a Terra também tem vida nos céus.

 

A descoberta não significa uma certeza de que vamos encontrar vida em Vênus, segundo planeta depois do sol e vizinho da Terra.

Isso porque existe a possibilidade de que o gás fosfina tenha sido produzido artificialmente, de uma forma que ainda não é conhecida por aqui.

É o que explica o professor do Departamento de Astronomia do Instituto de Astronomia, Geofísica e Ciências Atmosféricas da Universidade de São Paulo Roberto Costa:

 

Em entrevista à BandNews FM, o professor Roberto Costa também destacou que, quando o assunto é indício de vida fora da Terra, as apostas estavam em Marte ou nas luas de Júpiter.

Por isso, a descoberta da atmosfera de Vênus foi surpreendente.

DEIXE UMA RESPOSTA

Deixe seu comentário!
Por favor, informe seu nome