(Foto: Reprodução)

O Corpo de Bombeiros de São Paulo diminui o efetivo que trabalha na Serra da Paulista, após a Defesa Civil afirmar que todos os focos de incêndio na região foram extintos.

Na área atingida pelas chamas, entre as cidades de São João da Boa Vista, Águas da Prata e Vargem Grande do Sul, há, agora, apenas o trabalho de rescaldo.

O Diretor da Defesa Civil do Estado de São Paulo, o tenente-coronel da Polícia Militar, Henguel Ricardo Pereira, diz que as equipes continuarão por lá já que, nesta quarta, uma nova onda de calor deve atingir o estado.

 

Segundo ele, essa nova onda de temperaturas mais elevadas preocupa e, por isso, o coronel pede a ajuda da população.

 

O Coronel diz, ainda, que a Defesa Civil está monitorando a fumaça que vem das queimadas do pantanal.

Ele não descarta que São Paulo veja uma cena parecida com a do ano passado, quando o dia virou noite em função das queimadas na Amazônia.

 

Entre esta quarta e sábado, cidades como Presidente Prudente, Araçatuba, Ribeirão Preto e Araraquara podem chegar aos 40 graus de temperatura.

Na região metropolitana da capital, as máximas variam entre 32 e 35 graus

DEIXE UMA RESPOSTA

Deixe seu comentário!
Por favor, informe seu nome