(Foto: Julio Cavalheiro/SECOM)

A Assembleia Legislativa de Santa Catarina autoriza a abertura de processo contra o governador Carlos Moisés, do PSL, e a vice Daniela Reinehr, que está sem partido.

Os dois são acusados de crime de responsabilidade por concederem um aumento salarial que equiparou os rendimentos de procuradores do Estado com os procuradores da Assembleia. O governador e a vice continuam nos cargos enquanto o julgamento definitivo não ocorre.

Depois que os dois políticos forem oficialmente notificados da abertura do processo, um tribunal misto, com cinco deputados e cinco desembargadores, será formado para julgar o caso.

Se o impeachment for concluído, quem assume é o presidente da Assembleia Legislativa de Santa Catarina, Júlio Garcia, do PSD, que já foi denunciado 12 vezes por lavagem de dinheiro.

DEIXE UMA RESPOSTA

Deixe seu comentário!
Por favor, informe seu nome