(Foto: Reprodução)

O desemprego na pandemia bate recorde e atinge 13,7 milhões de pessoas.

A pesquisa PNAD Covid-19, do IBGE, divulgada nesta sexta-feira, aponta que a taxa de desocupação passou de 13,2% para 14,3%. Entre as pessoas ocupadas, 4,4% estavam afastadas do trabalho na quarta semana de agosto.

O cenário é de estabilidade em relação à semana anterior e fica bem abaixo da primeira semana da pesquisa, de 3 a 9 de maio, quando a taxa era de 19,8%. No mesmo período, o número de pessoas com algum sintoma de síndrome gripal recuou de 12,4 milhões para 11,3 milhões de pessoas.

A pesquisa estimou em 82,2 milhões a população ocupada do país na semana de 23 a 29 de agosto, com estabilidade em relação à semana anterior e queda em relação à semana de 3 a 9 de maio.

DEIXE UMA RESPOSTA

Deixe seu comentário!
Por favor, informe seu nome