Uma carta com uma substância suspeita endereçado ao presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, foi interceptada pelo Serviço Postal da Casa Branca.

De acordo com os principais jornais dos Estados Unidos, fontes do FBI confirmaram a presença de ricina dentro de um envelope. A substância, extraída da mamona, é letal e um dos venenos mais potentes de origem vegetal, podendo levar à morte por colapso do sistema circulatório em poucas horas.

Fontes do Serviço Secreto disseram ao jornal “The New York Times” que o envelope foi enviado de um endereço no Canadá.  De acordo com a rede de notícias CNN, dois testes foram feitos para comprovar a presença da substância.

DEIXE UMA RESPOSTA

Deixe seu comentário!
Por favor, informe seu nome