Foto: Reprodução

Deve ser concluído no dia 31 de outubro o inquérito sobre o caso do homem filmado agredindo a socos a namorada, em uma rua da cidade de Ilhéus, no sul da Bahia.

O prazo começou a contar na última quarta-feira, quando Carlos Samuel Costa Filho, de 33 anos, se entregou.

Ele estava foragido desde o dia 15, quando teve a prisão preventiva decretada pela Justiça. A defesa alega que Carlos demorou para se entregar por ter sofrido ameaças de morte após a divulgação do vídeo e que o cliente estava bêbado quando agrediu Franciely Azevedo.

Carlos Samuel foi levado para o presídio Ariston Cardoso, em Ilhéus. O suspeito foi novamente ouvido pela polícia, mas o conteúdo do depoimento não foi divulgado.

Franciele Azevedo disse que continuava com a relação porque o companheiro sempre pedia desculpas e dizia não se lembrar do que fazia. A vítima não registrou um boletim de ocorrência.

Porém, como existe a prova em vídeo, a investigação continua. Carlos Samuel tem outras dez queixas de violência doméstica, mas apenas dois procedimentos chegaram à Justiça.

Ele só foi condenado em um dos casos, por cárcere privado, ameaça e lesão corporal praticados contra outra mulher, em 2015. Mas, por ser réu primário, ele não chegou a ser preso.

DEIXE UMA RESPOSTA

Deixe seu comentário!
Por favor, informe seu nome