O ministro da Economia, Paulo Guedes, disse que a privatização do Sistema Único de Saúde nunca esteve em análise.

A afirmação ocorre após o governo federal ter voltado atrás no decreto que autorizava estudos por parte do Programa de Parcerias de Investimentos com relação às Unidades Básicas de Saúde.

Guedes participou nesta quinta-feira de audiência da Comissão Mista do Congresso Nacional que acompanha os gastos com as ações de enfrentamento à pandemia de COVID-19.

O material foi criticado no Congresso Nacional, com o argumento de que a atenção primária é a porta de entrada do SUS, iniciando o atendimento em casos de coronavírus e até mesmo de vacinação.

DEIXE UMA RESPOSTA

Deixe seu comentário!
Por favor, informe seu nome