Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin

Voluntário dos testes da Coronavac que morreu cometeu suicídio, segundo Polícia Civil

O voluntário dos testes da Coronavac que morreu cometeu suicídio, segundo boletim de ocorrência divulgado pela Secretaria de Segurança Pública.

Os estudos da vacina foram paralisados na última segunda-feira (9) por causa do que a Anvisa chamou de “efeito adverso grave”.

Mais cedo, o diretor do Instituto Butantan descartou qualquer relação entre a morte e os testes do imunizante.

Dimas Covas disse que não poderia dar detalhes, por questões éticas, sobre o que havia acontecido com o voluntário. No entanto, garantiu que a Anvisa sabia que a morte não estava relacionada à vacina.