Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin

Colunistas da BandNews FM avaliam os impactos da eleição municipal

As eleições municipais alteram o cenário para a disputa presidencial de 2022.

Segundo o sociólogo e colunista da BandNews FM Antonio Lavareda, o DEM foi o grande vencedor deste domingo e se fortalece politicamente também no cenário nacional.

Das sete capitais que escolheram prefeitos no primeiro turno, três delas ficaram com o partido: Florianópolis, Curitiba e Salvador:

 

Quem também sai mais forte da disputa municipal é o PSD, que conquistou duas capitais sem a necessidade de segundo turno.

Além de ainda poder conquistar mais municípios no segundo turno, a sigla ganha destaque dentro do bloco de forças do governo, se credenciando como elemento de apoio fundamental para as eleições de 2022.

Por outro lado, o PSDB, que levou duas capitais no primeiro turno, e o PMDB devem manter a liderança no número total de prefeitos no país.

Na esquerda, o PT, que passa por um processo de enfraquecimento nos últimos anos, segue vivo apenas na disputa em duas prefeituras em capitais.

O âncora e colunista de política da BandNews FM Rodrigo Orengo avalia que o partido tenta não perder o tradicional protagonismo:

 

O PT ainda viu outras siglas de esquerda se fortalecendo. Um exemplo é o PSOL de Guilherme Boulos, que irá disputar o segundo turno em São Paulo contra o atual prefeito Bruno Covas, do PSDB.

Já no Rio de Janeiro, o atual prefeito Marcelo Crivella, do Republicanos, conseguiu ir para o segundo turno, mas ficou atrás de Eduardo Paes, do DEM. Crivella recebeu apoio do pelo atual presidente Jair Bolsonaro, o que, segundo o colunista da rádio BandNews FM, Carlos Andreazza, impulsionou a candidatura dele no Rio:

 

Para a colunista de política da BandNews FM Dora Kramer, candidatos da “política tradicional” se articularam para as eleições de 2020, ao contrário do que ocorreu em 2018. Para ela, esse núcleo de centro acabou apoiando Jair Bolsonaro nas últimas eleições para não ficar junto com o PT no segundo turno.

Dora Kramer argumenta que, para 2022, a expectativa é de que esse grupo permaneça descolado do presidente. A colunista pondera que ainda não dá para saber se esses candidatos terão sucesso nas próximas eleições, mas avalia que uma articulação já está ocorrendo:

 

Já o âncora do BandNews FM no Meio do Dia, Eduardo Oinegue, afirma que os resultados das eleições deste ano evidenciaram o enfraquecimento do fenômeno chamado de “nova política”. Ele destaca que, em meio a um cenário de crise provocada pelo coronavírus, os eleitores escolheram os candidatos mais experientes para comandar as cidades:

 

Outro reflexo da Covid-19 foi a abstenção recorde. De acordo com o Tribunal Superior Eleitoral, o índice ficou em 23%.

O segundo turno das eleições municipais está marcado para o dia 29 de outubro.

Nas cidades onde a eleição ainda não foi definida, tem debate da Band – o primeiro em TV aberta – na próxima quinta-feira, dia 19!