Foto: REUTERS/Dado Ruvic

O presidente da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), Antonio Barra Torres, disse nesta quinta-feira (3) que o protocolo elaborado para uso emergencial de vacinas contra a Covid-19 vai permitir uma rápida análise e que as eventuais autorizações não devem demorar para sair.

Segundo ele, nenhuma farmacêutica ingressou com o pedido até agora.

Técnicos da Anvisa também têm feito vistorias em laboratórios da farmacêutica Sinovac, na China, para avaliar a qualidade dos insumos utilizados na fabricação da Coronavac.

Para o presidente da agência, os materiais coletados mostraram a seriedade da empresa no tratamento dos produtos, que, inclusive, fazem parte do lote enviado ao Instituto Butantan, em São Paulo, nesta semana.

Em 7 de dezembro, a equipe vai vistoriar o laboratório que produz insumos para a farmacêutica Astrazeneca.

A empresa tem parceria com a Universidade de Oxford para a fabricação de uma vacina contra a Covid-19 já adquirida pelo governo federal.

DEIXE UMA RESPOSTA

Deixe seu comentário!
Por favor, informe seu nome