Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin

Hospitais públicos e privados do Mato Grosso do Sul estão perto da não ter mais leitos disponíveis

FOTO: EBC

Os hospitais públicos e privados de Mato Grosso do Sul alcançaram a capacidade máxima, segundo o secretário de Saúde do Estado, Geraldo Rezende.

No estado, a taxa de ocupação de leitos de UTI do SUS superou os 95% e na capital Campo Grande chegou à capacidade máxima.

Mato Grosso do Sul registra neste mês, em média, um caso novo de Covid-19 a cada 1,3 minuto, com mais de 10 mil casos apenas em dezembro.

Um novo decreto que impõe medidas mais restritivas para conter o avanço da Covid -19 no estado deve ser publicado ainda hoje.

Os 79 municípios deverão impor toque de recolher das 22h às 5h e assegurando que todas as cidades cumpram as recomendações.

As novas ações passam a valer a partir da próxima segunda-feira (14).