Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin

Distribuição de vacinas será feita de forma proporcional à população, diz prefeito de Florianópolis

O Ministério da Saúde ainda não informou aos estados a quantidade prevista de doses da vacina contra a Covid-19 que serão distribuídas na semana que vem.

Os primeiros lotes devem ser entregues na próxima segunda-feira e a campanha pode ter início já na quarta-feira, dia 20, às 10h.

As informações foram repassadas pelo ministro Eduardo Pazuello em reunião com prefeitos hoje de manhã.

O que se sabe até agora é que a distribuição será feita de forma proporcional à população, segundo o prefeito de Florianópolis, Gean Loureiro, que participou do encontro.

O Ministério da Saúde espera administrar 400 milhões de doses da vacina contra a Covid-19 ao longo de todo o ano de 2021.

São esperados acordos com as farmacêuticas Pfizer, Moderna, Janssen, Astrazeneca, União Química, além do Instituto Butantan.

Todas serão aplicadas em duas doses, com intervalo médio de três semanas, segundo o prefeito de Florianópolis, Gean Loureiro.

A compra de todas as vacinas contra a Covid-19 será feita exclusivamente pelo governo federal, neste primeiro momento.

A prioridade, agora, é abastecer a rede pública, e clínicas particulares poderão negociar com farmacêuticas em data ainda não definida.

Os primeiros a receberem as doses na semana que vem serão idosos, em asilos, e profissionais da área da Saúde.