O Ministério da Saúde afirma que o Brasil não tem estoque suficiente de seringas e agulhas para a campanha nacional de vacinação contra a Covid-19.
Em um ofício encaminhado ao Supremo Tribunal Federal, a pasta também afirma que, ao menos, 7 estados estão sem o número necessário desse tipo de material para vacinar a população: Acre, Bahia, Espírito Santo, Mato Grosso do Sul, Pernambuco, Paraíba e Santa Catarina.
Esses estados não tem estoque para, sequer, vacinar os grupos prioritários se as vacinas chegassem hoje.
No total, o Brasil tem 80 milhões de seringas e agulhas.

Foto: Aluísio Moreira/SEI/Divulgação

No documento, emitido em resposta a uma ação do partido Rede Sustentabilidade, o Ministério diz que o último levantamento sobre o estoque de seringas e agulhas foi feito em novembro do ano passado e diz que a compra desses produtos é uma responsabilidade dos estados.
“Com relação à comprovação dos estoques dos referidos insumos, cumpre-nos informar que, via de regra, as aquisições são realizadas pelos próprios Entes federados, cabendo à União o fornecimento dos imunobiológicos necessários para a execuções das ações de imunização. Por esse motivo, este Ministério não possui estoque disponível para a realização da referida campanha de vacinação”.
No processo, o partido pediu que o Ministério da Saúde comprovasse que havia estoque de seringas e agulhas suficiente para a campanha de vacinação contra a Covid-19.
Um novo pregão eletrônico será publicado nesta sexta-feira (15) e a intenção do Ministério da Saúde é comprar mais 290 milhões de seringas.

DEIXE UMA RESPOSTA

Deixe seu comentário!
Por favor, informe seu nome