Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin

Aumenta o número de Ministérios que investigam denúncias de desvios de vacinas

Foto: Fernando Frazão

Um levantamento da BandNews FM mostra que, até agora, 15 promotorias apuram casos de pessoas que furaram a fila para se imunizar – até a sexta-feira (22), isso tinha acontecido em 11 estados.

A aplicação das doses da CoronaVac começou na última segunda-feira (18), em São Paulo.

Os estados onde há queixas de desvios são Ceará, Piauí, Bahia, Rio Grande do Norte, Pernambuco, Rio de Janeiro, Rondônia, Paraíba, Sergipe, Amazonas, Pará, São Paulo, Goiás, Amapá, Rio Grande do Sul, além do Distrito Federal.

Um caso que chamou a atenção para as irregularidades foi o das irmãs Isabelle e Gabrielle Lins, que postaram fotos recebendo as doses – elas eram recém-nomeadas pela prefeitura de Manaus.

As jovens são filhas de Nilton Lins, um grande empresário do município, e passaram a trabalhar no início do mês na UBS que fica em um terreno doado pelo pai delas em uma avenida que leva o nome dele. O Ministério Público Federal está recebendo denúncias de desvios de vacina.

Para enviar as queixas ao MPF é simples: no celular, é só baixar o aplicativo “MPF Serviços” ou enviar todas as informações e provas disponíveis para o e-mail pram-sac@mpf.mp.br. Pelo site http://www.mpf.mp.br/mpfservicos também é possível enviar representações.