Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin

Após indicação de Bolsonaro para Petrobras, ações caem mais de 20%

Após o presidente Jair Bolsonaro anunciar a indicação do general Joaquim Silva e Luna para assumir a presidência da Petrobras, as ações da estatal seguem em forte queda. As ações chegaram a recuar quase 21% durante o pregão. A desvalorização é causada pela incerteza gerada pela possibilidade de mudança de comando na estatal.

A maior preocupação diz respeito ao risco de interferência do governo na Petrobras. Para especialistas, a mudança gera dúvidas em relação à segurança para investir na empresa. No começo da tarde, o índice Ibovespa caiu de 118 mil pontos para 112 mil, queda diretamente relacionada ao desempenho da Petrobras no pregão.

Outras empresas de administração pública, como a Eletrobras e o Banco do Brasil, também têm queda. No começo da manhã, os papéis de ambas eram negociados com baixa de mais de 5%. No mercado interno, os investidores se preocupam também com as discussões em torno dos gastos com o auxílio emergencial, além das contas voltadas para a saúde em meio à pandemia de coronavírus e o risco de rompimento do teto de gastos.