Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin

UFMG encontra possível nova variante do coronavírus

Foto: Marcílio Lana/UFMG/Divulgação

Pesquisadores da Universidade Federal de Minas Gerais e do Grupo Pardini alertam para a possibilidade de uma nova variante do coronavírus circulando em Belo Horizonte.

As novas mutações foram observadas pela equipe através do sequenciamento de 85 genomas do vírus, de amostras coletadas na Região Metropolitana de BH, entre outubro de 2020 e março de 2021.

Dois dos 85 genomas, referentes a amostras de fevereiro de 2021, demonstraram a presença de um conjunto único de 18 mutações nunca antes descritas na sequência do vírus.

Os resultados mostram, também, um aumento progressivo das variantes de preocupação do coronavírus na região. As cepas P1, P2 e B.1.1.7, consideradas as mais transmissíveis, foram encontradas em quase 90% das amostras coletadas.

Segundo os pesquisadores, os resultados da pesquisa requerem urgência de esforços de vigilância genômica na região metropolitana de BH e no estado de Minas Gerais para a avaliação da situação destas novas variantes.