Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin

Entrega de vacinas não vai atrasar, afirma o secretário Jean Gorinchteyn sobre suspensão da produção da Coronavac

“A produção da CoronaVac foi interrompida, mas os insumos chegarão nos próximos dias e o cronograma de entrega das vacinas ao governo federal não será alterado”, declarou o secretário estadual de Saúde de São Paulo, Jean Gorinchteyn.

Ele conversou com os apresentadores Ivan Brandão e Sheila Magalhães no BandNews São Paulo 1° Edição.

O secretário falou sobre a suspensão temporária do Instituto Butantan por falta de matéria prima para produzir o imunizante Coronavac.

Questionado sobre a falta de insumos médicos, o chamado kit-intubação e a falta de oxigênio, Gorinchteyn afirmou que o governo estadual estava mais preocupado com a logística dos cilindros do que com a falta de oxigênio. “ O governo do estado adquiriu cilindros e concentradores do oxigênio e melhorou a logística para que não faltasse esse insumo nos municípios”.

“Temos estoques de insumos para vários dias e vamos fazer de tudo para que não haja falta de kit intubação”, acrescentou o secretário.

Gorinchteyn também falou sobre novas variantes da Covid-19 encontradas no estado de São Paulo. “ Sempre que encontramos uma nova variante em São Paulo, somos muito cuidadosos com a análise dessa nova cepa e sobre como a vacina do Butantan reage a elas, os estudos precisam ser mais aprofundados”.

O secretário disse que a vacinação nacional via SUS precisa ser priorizada em detrimento da iniciativa privada. “O estado precisa de mais vacinas para incluir as pessoas com comorbidades no programa de vacinação”, afirmou Gorinchteyn. Contudo, o secretário afirmou que o estado pretende incluir brevemente esse grupo.

Confira a entrevista: