Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin

Polícia afirma que mãe de Henry apagou mensagens que revelavam morte do menino

A Polícia Civil identificou que a professora Monique Medeiros, mãe de Henry Borel, apagou mensagens no celular que revelavam que o vereador Jairinho foi o responsável pela morte da criança. As informações são do diretor executivo de jornalismo da Band e âncora da BandNews FM, Rodolfo Schneider.

Foto: Reprodução/Arquivo Pessoal

O delegado responsável pela investigação afirmou que a prisão temporária de 30 dias não se deu apenas por causa das agressões, mas também porque tanto o casal quanto o advogado de defesa tentaram impedir os avanços das investigações.

A Polícia Civil conseguiu recuperar mensagens apagadas dos celulares dos suspeitos. Nelas, Monique admitiu o crime contra a criança. Há também informações de que o vereador já havia agredido Henry, e que a mãe sabia desde o dia 12 de fevereiro.

Acompanhe: