Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin

Reinaldo Azevedo: Se os candidatos ‘nem-nem’ não se acertarem, a polarização em 2022 será fatal

O possível candidato à corrida presidencial de 2022, Ciro Gomes. Foto: José Cruz/Agência Brasil

É claro que o noticiário das próximas semanas – em princípio 90 dias – girará em torno da CPI da Covid, que se instala na próxima quinta-feira (22) no Senado. Figurões do Governo Federal terão de se sentar na cadeira dos depoentes para explicar as escolhas que fizeram, o que alimentará uma cadeia de rancores.

Agora, é importante termos muito claro em mente que as eleições de 2022 já começaram, e que a política não se limitará apenas à CPI. Não só o presidente Jair Bolsonaro faz escolhas e diz coisas de olho na corrida presidencial, como também o fazem seus adversários. Apenas a volta de Lula à condição de elegível mexeu drasticamente no cenário político, como já podemos perceber.

Uma coisa é certa: se o batalhão dos pré-candidatos ‘nem-nem’ – nem Bolsonaro, nem Lula- não se mexer, o cenário de polarização entre o atual e o ex-presidente, evidenciado pelas últimas pesquisas eleitorais, se confirmará com tranquilidade. Também podemos afirmar que, caso haja dois nomes com alguma força nesse ‘meião’, tal polarização será fatal.

Acompanhe a análise completa do âncora Reinaldo Azevedo:

O É da Coisa

Você pode acompanhar as análises dos principais assuntos do dia feitas por Reinaldo Azevedo no programa “O É da Coisa”, com Alexandre Bentivoglio e Bob Furuya, de segunda a sexta-feira, das 18h às 19h20, aqui na BandNews FM: